You are here
Home > PRODUTIVIDADE > Qualidade de vida > Como colocar um esporte na sua vida? Parte 1

Como colocar um esporte na sua vida? Parte 1

A relação entre esporte e qualidade de vida está mais do que comprovada, inclusive em uma pesquisa que já citei aqui no blog, esse estilo de vida pode chegar a aumentar em até 14 anos a sua expectativa de vida.

sedentarismo

Além disso, uma atividade física habitual ajuda também a aumentar sua produtividade e diminuir o seu nível de procrastinação. Você fica mais disposto e executa mais! É um ciclo extremamente positivo.

O problema é que com a palavra esporte surgem pensamentos de: preguiça, falta de tempo, solidão, falta de grana, entre outras desculpas. Aqui vale repetir a frase: “quem quer faz, quem não quer arruma uma desculpa”. Antes que você arrume uma, vamos ver o que pode ser feito para colocar um esporte na sua vida:

female_runner1 – Descubra algo que realmente divirta você – esporte não pode ser monótono, cansativo e chato de ser feito. Tem de ser algo gostoso, que te dê vontade de ir e que estimule você a continuar. A única forma de achar um esporte que te de esse prazer é ir testando. Comece um, depois experimente outro, não gostou? Troque! O que não vale é ficar parado.

2 – Se a grana estiver curta – não tem problema! Existem diversas atividades físicas que podem ser feitas sem nenhum tipo de investimento (além de um tênis básico) como, por exemplo, caminhar, correr, futebol, pular corda e se nem pro tênis está sobrando dinheiro, então umas flexões, alongamentos e abdominais no seu quarto resolvem.

3 – Tem pessoas que não gostam de fazer esportes sozinhas, então a saída é convidar amigos ou procurar nas redes sociais parceiros do seu esporte favorito. Vale convidar a família, amigos de trabalho e quem sabe até a sogra!

Não encare o esporte como uma obrigação, mas sim como uma condição para uma vida mais saudável, produtiva e ativa. Uma boa estratégia é colocar uma meta, que pode ser de peso, melhoria dos seus indicadores de saúde, campeonato, etc..

Depois de yoga, Taekowndo, natação, Wii Fit e um semestre de sedentarismo, eu me encontrei no Tênis. Adorei! Estou lendo sobre, vendo filmes, estou tendo aulas aos sábados e mais duas aulas “móveis”, devido minha agenda inconstante. O resultado é que meu novo livro está saindo do lugar, estou me sentido muito melhor e disposto.

E você? O que vai fazer de esporte esse ano? Divulgue aqui seu esporte, sua freqüência, seu resultado ou até sua intenção de fazer! Vamos compartilhar essa informação e quem sabe motivar pessoas que estão paradas, precisando de um empurrão para ter uma nova vida!

Christian Barbosa
Christian Barbosa é empreendedor, pesquisador, CEO da TRIADPS, considerado o maior especialista em gerenciamento do tempo e produtividade pessoal do país. Autor de diversos livros sobre produtividade.
http://www.christianbarbosa.com.br

Similar Posts

0 thoughts on “Como colocar um esporte na sua vida? Parte 1

  1. 3 – “procurar nas redes sociais parceiros”
    Vou chamar um desconhecido para fazer academia comigo? Não faz sentido essa sugestão.

    E do mesmo jeito do gordinho da foto, eu não tenho amigos.

    1. Oi Luciana, até bem pouco tempo eu era um cara que não saia, tímido e que apesar de ter amigos, ficava solitário por escolha. Não posso dizer que sei exatamente o que você está passando, mas sei de uma coisa, hoje eu estou completamente diferente, e tudo começou com uma coisa. Uma decisão e escolha minha de mudar. Se vc não se propor isso de verdade, vai continuar sozinha pela lei da inércia. Se você quer amigos, leia livros sobre o assunto, entre numa academia sozinha, vá em festas, viva a vida e seja feliz.. Quando as pessoas perceberem que vc é feliz, vão se aproximar de vc naturalmente, sem você precisar chamar.
      Abração e boa sorte na tua caminhada.

  2. Acho que me reencontrei…! De 2003 a 2007 lutei Jiu Jitsu em nível competitivo, treinava focado nisso, não fazia nada que não estivesse relacionado, meus esforços tinham endereço certo, mas como é um esporte de contato, sofri algumas lesões e em 2007 tive que dar uma parada, que acabou se estendendo até os dias atuais, foram várias tentativas de retornar mas ainda não estou 100%.
    Desta forma fiquei órfão de uma atividade que me desse prazer, então pensei…! O que eu fazia antes do jiu? E veio o insight, pô eu pedalava, e foi o que fiz, mandei minha bike para uma revisão e recomecei, bem lentamente, já tem uns 3 ou 4 meses, domingão passa rodei 30km, e mês passado 160.
    Sou fisioterapeuta esportivo e educador físico, pós graduado em biomecânica e bioquímica.
    As vezes temos que abrir os olhos e encontrar outras alternativas.
    Também as vezes não temos 1 hora para a atividade, então disponibilize 30 minutos, é melhor que nada.
    Bons treinos.

  3. Há 3 meses, eu pensava justamente na disposição física que me faltava em certos momentos da minha vida. Cheguei à conclusão de que precisava encaixar alguma atividade física na minha agenda, para o bem da minha saúde.
    Como já havia feito natação antes e me sentia relaxada enquanto estava na piscina, entrei em acordo com meu marido, e ele fica com as crianças enquanto eu faço natação 2 vezes por semana, depois do trabalho.
    Estou fazendo o esporte há 2 meses e tenho traçado metas para não ficar mais tempo descansando na borda da piscina do que nadando. Comecei com 1km de nado (durante os 40 minutos de aula), o que alcancei na semana passada. Depois de algumas aulas mantendo essa meta, vou aumentá-la.

  4. Há um tempo escrevi um texto que um amigo divulgou no site dele… http://brunnoelias.com.br/wellness/sobre-carros-e-caminhadas/
    E gostaria de compartilhar com vc, pois tem a ver com o assunto que você postou no blog essa semana.
    Segue o texto:

    “Estive pensando, os preços abusivos dos combustíveis… Nesse último mês tivemos uma quantidade absurda de aumento no preço dos combustíveis. Deixando de lado todos os problemas políticos, tem um ponto que eu gostaria que vocês pensassem.

    O aumento do valor do litro do combustível é devido a lei da oferta e da procura, mas vocês já pararam para pensar que estamos pagando mais pelo combustível não pelo aumento do preço do produto em si, mas porque ao invés de ir a pé à padaria distante três quadras da nossa casa, nós pegamos o carro e vamos?

    Sim, eu também já fiz isso, e agora que estou sem carro e pude pensar sobre o assunto, não o farei mais. Não só para economizar dinheiro, mas porque caminhar vai me trazer muitos benefícios: além do passeio contra o sedentarismo, estarei produzindo vitaminas.

    Vocês sabiam que os brasileiros estão sofrendo com deficiência de vitamina D? A vitamina D é um nutriente que conseguimos sintetizar apenas com a ação dos raios ultravioletas na nossa pele. É ela que vai ajudar na absorção de cálcio e auxiliar na prevenção da osteoporose, além de atuar no sistema imune, no coração, na secreção de insulina e nas atividades cerebrais. Para conseguir tudo isso só precisamos ficar em média 15 minutos expostos ao sol, sem protetor solar nos horários das 7h às 10h e também depois das 15h, três vezes por semana. E não precisamos colocar a roupa de banho para tanto, basta expor o rosto, os braços e as pernas, como normalmente fazemos em uma caminhada até a padaria.

    Então voltando àquela caminhada do início. Já gastamos menos com o carro, ajudamos o planeta, poderemos impactar o preço do combustível, produzir a vitamina D e ainda aumentar o nível diário de atividade física.

    Legal, não é?

    E se mesmo assim você precisa usar o carro, lembre de ir para o trabalho e a balada dividindo a carona com os colegas. Assim divide-se a despesa, diminui a frota circulante diariamente de carros e a quantidade de gás carbônico, causador da chuva ácida.

    Olhe quantos benefícios!

    E se cada um pensar um pouco, consegue descobrir alternativas para melhorar a sua própria vida, a vida do planeta e até ajuda nas economias pessoais.

    Pense nisso.”

  5. Concordo pois tenho vivenciado isto!! No ultimo ano ganhei mto peso devido um tratamento oncologico e inclui o esporte para voltar ao peso normal… motivado por um comercial de televisão me interessei pelo rugby e digo que tem sido uma experiência maravilhosa

  6. Olá christian! Andava meio sumido, hein rapaz?
    Bom, meu futebolzinho é sagrado!!! É o esporte que eu amo!

    E aí, vai rolar uma prévia do seu novo livro para nós? Estou ancioso.

    Abraços!

Leave a Reply