Quem Quer Faz. Quem não quer arruma uma desculpa.

Não me lembro onde li essa frase, mas passei a adotá-la em meu MSN e repetidas vezes “twitto” a mesma. Ela é gato muito verdadeira, direta e sincera. E por conseqüência acaba sendo dura para algumas pessoas também.

As empresas estão abarrotadas de pessoas que vivem dando desculpas do porque não conseguiram fazer as coisas. Nós sempre temos na ponta da língua um motivo chave que fez a gente não realizar aquela atividade. E na lista das milhares de desculpas possíveis a que tem sido mais freqüente é “não tive tempo”. Concorda?

Tirando as coisas que estão totalmente fora de nossa linha de controle ou atuação, as outras simplesmente não foram priorizadas ou escolhidas. Você não leu aquele livro porque teve preguiça. Você não retornou aquela ligação porque o cliente era chato. Você não concluiu seu dia porque colocou um monte de outras coisas na frente. Você não foi à academia porque estava com moleza naquele dia. Você não termina de escrever seu livro porque precisa revisar ainda mais. E assim a vida passa.

Se o pedido ou a atividade for por e-mail ainda mais fácil de recusar ou de empurrar para outra pessoa, afinal, o e-mail virou o grande “tirador da reta” corporativa que o homem inventou.         

Para a maioria das pessoas, não é que está faltando tempo, o problema é que está sobrando desculpas. Quando a gente quer algo de verdade, quando a vontade ou a necessidade é maior do que tudo, a gente vai lá e faz. Que atire a primeira pedra quem nunca deu uma boa desculpa para alguém ou faltou na aula para ver o namorado(a). No começo do namoro é assim, depois de alguns anos, faltou tempo para comprar o presente de namoro (ou vira coisa de data comercial).

Eu ensino as pessoas a administrarem seu tempo e empresas a terem menos urgências. Mas isso não é uma tarefa fácil para a grande maioria. Eu ensino a planejar, a priorizar, a fazer com que a pessoa coloque suas atividades no Neotriad e fique com ele aberto o tempo todo para gerenciar o dia. Parece super simples, mas não é. Eu não tenho que vencer o vilão do tempo, eu tenho que vencer o vilão da zona de conforto. Aquele modus-operandi que todos nós temos, que é criado pela forma como nossos pensamentos são processados em nosso cérebro.

Esse modelo mental é que gera nossa preguiça, nossas desculpas, nossa falta de tempo e realizações. Como vencê-lo? Primeiro é se conscientizar de que você está lutando contra algumas décadas de um modelo antigo pré-estabelecido, contra apenas alguns dias de um novo modelo. Isso requer duas coisas: a psocial_networks2rimeira é persistência constante, ou seja, todo o dia se forçar a fazer um pouco desse novo modelo que você quer implantar. E o segundo, é achar um motivo forte que te motive a manter esse ritmo.

Por que você quer mais tempo? Quando essa pergunta estiver respondida de  forma que realmente toque todas as partes do seu cérebro, da sua alma, do seu coração e do seu ser, pode ter certeza que você achou a forma de vencer seu velho modelo.

Quem quer fazer algo que realmente valha muito a pena, e achar um motivo para isso, vai acontecer, vai fazer. Caso contrário, você vai achar um excelente desculpa para deixar para depois.

12 Respostas

  1. E é exatamente para alimentar a perseverança na implementação deste “novo modelo” que eu continuo lendo este blog (embora costume não postar). Mas tenho que confessar: vencer a inércia e mudar a forma de administrar meu tempo é a tarefa mais difícil a que já me propus. Apesar das frustrações que tenho experimentado (que atire a primeira pedra quem nunca sentiu amargura ao ver, na sexta-feira, aquela lista de tarefas cheia de pendencias não cumpridas na semana), continuo na batalha… vamos que vamos!

  2. O livro a tríade do tempo está mudando minha vida. O conteúdo do Blog, absolutamente perfeito! Quando você realmente quer move montanhas para o que julga importante no momento, faz qualquer coisa, talvez até loucuras. A maior dificuldade ou poderia chamar “ignorância” generalizada é a ausência do hábito de priorizar as coisas que de fato realmente são importantes ou nem se quer saber o que é importante. Costumamos “perder” muito tempo priorizando atividades que por mais prazerosas que sejam a longo prazo não são significativas. É necessário ter foco e atitude sempre.

  3. Parabéns Christian, também não costumo postar comentários. Ficou muito bom o texto e reflete o que passamos no dia a dia.
    Continuar lutando sem desculpas esfarradas. é assim com nossos projetos, dieta, relacionamentos, amizades, poupança. O tema é bastante abrangente. É isso aí.
    Cléber

  4. Olá Cristian

    Adorei o texto escrito por você, e é realmente assim que são as coisas, venho há muito tempo lutando contra mim mesmo na questão de melhoria da gestão de tempo, tive várias vitórias e perdi muitas batalhas, mas não esmoreço, o sucesso está na perseverança, na persistência, disciplina, e mais, quem na vida já conquistou alguma coisa sabe, nada vem de graça, tudo se conquista.
    José roberto

  5. Olá Christian…
    Muito bom o texto…
    Toda semana eu envio mensagens para o pessoal da empresa em que eu trabalho, e muitos textos seus já foram citados.
    Esse com certeza vai estar na caixa de entrada do e-mail deles na sexta feira.
    Aproveitando, gostaria de divulgar meu blog, que comecei com ele ontem, então espera uma semana pra dar uma olhadinha nele.
    Gostaria da sua opinião sobre ele e minhas idéias.

    Att,
    Letícia Zen

  6. Venho me esforçando para aplicar os ensinamentos do Christian há pelo menos 3 anos, e durante esse tempo tenho definidos as metas de ano novo. As metas são apenas um pequeno passo, a grande batalha mesmo é sair dessa “zona” de conforto e pôr em prática as atividades necessárias para cumprir com as metas.

    Não sei se ele é o autor, mas a frase que o Christian utilizou como titulo está em um texto do Roberto Shinyashiki.

    Att,
    Júnior Gonçalves

  7. [...] de desconhecer o autor, achei esta frase conveniente para este assunto: “Quem quer faz. Quem não quer arruma uma desculpa.” (autor desconhecido)   Deixe um [...]

  8. [...] quer faz, quem não quer …. Selecionei este artigo do Blog Mais Tempo – Publicado em 26 abril, 2010 por Christian Barbosa. Resumindo: iniciativa e atitude são [...]

  9. Mais uma vez, excelente nos artigos.

    Isso é uma grande verdade Christian! Eu particularmente sofro um pouco com isso e acabo procrastinando muitas coisas.

    E sei que isso me faz mal! Essa semana comecei a ler o seu livro junto com o Gustavo Cerbasi, Mais Tempo + Dinheiro, justamente para aprender estratégias para conseguir organizar meu tempo e minhas finanças!

    Muito obrigado!

  10. [...] O blog do Christian Barbosa, o guru brasileiro que me fez conhecer a arte de gestão de tempo, tem um artigo contundente, “Quem Quer Faz. Quem não quer arruma uma desculpa.”. Aqui. [...]

  11. [...] O blog do Christian Barbosa, o guru brasileiro que me fez conhecer a arte de gestão de tempo, tem um artigo contundente, “Quem Quer Faz. Quem não quer arruma uma desculpa.”. Aqui. [...]

  12. Caramba, esse texto é até mais verdadeiro que a frase título. O problema é que somos acomodados, na maioria das vezes sabemos o que tem de ser feito mas deixamos pra lá ou fazemos pouco.

    Christian, fiz uma interpretação moral desse texto, se quiser vê acessa http://interpretacoes.tumblr.com/post/35477061694/quem-quer-faz-quem-nao-quer-arruma-uma-desculpa

Responder

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 358 outros seguidores